Desde pequena vejo-o sentado atrás de uma mesa escrevendo, ou numa poltrona lendo. Quando não é assim, ele está se movimentando em algum dos seus muitos interesses: toca bateria, medita e mais que tudo, pinta. Risca em carvão ou tinta telas, paredes e papéis com o mesmo gesto direto, alegre e espontâneo com que age na vida. As crônicas aqui reunidas são um apanhado de suas observações que envolvem o cotidiano: trabalho, família, amigos, comentários irreprimíveis sobre a vida e seus desdobramentos na maturidade. É com leveza e bom humor que os assuntos são desenvolvidos, sejam eles a relação com a Justiça no Brasil ou as dificuldades que aparecem com a idade. Questões pessoais se misturam a pensamentos sobre sua longa experiência no Direito do Trabalho, sem hierarquia. Comentários críticos, dúvidas existências são expostos com a acidez delicada de quem viveu impetuosamente e sofreu sem perder o frescor. É na intimidade da palavra lida que ele compartilha experiências e receios de forma ágil e despretensiosa. Um encontro bastante pessoal com o leitor.

Esse é meu pai, um homem arrebatado, cheio de paixões e intensidades. Uma alegria imensa mais essa parceria.  

Adriana Maciel

                                                                                                        

                                                                                                  160 páginas

                                                                                                                                                                16x22 cm
                                                                                                                                                                 ISBN: 978-85-67477-14-5

                                                                                                                                     R$35,00                                     

 

Share This