Elias Rukla, um professor do ensino médio da cidade de Oslo, aos cinquenta e poucos anos, lê e comenta em uma aula O pato selvagem, de Ibsen. Desta vez um detalhe deixa-o imensamente comovido. Sente, então, que tem algo importante para comunicar à turma de adolescentes entediados para os quais dá aula. Não consegue e, profundamente frustrado, Elias se descontrola.

É assim que Dag Solstad, premiado em 2017 com o Nobel da Literatura Nórdica, inicia o romance Pudor e dignidade. O autor, considerado o maior e mais inventivo escritor vivo da Noruega, continua toda a narrativa com um monólogo interior do professor. Elias Rukla sabe que nada mais será como antes. 

Leia também de Solstad pela Numa, romance 11, livro 18

Traduzido do norueguês por Grete Skevik

154 páginas

14×21

ISBN 978-85-67477-47-3

R$41,00

Share This