“Este livro é um ensaio biográfico dedicado aos labirintos entre a vida, a obra e o tempo de Jards Macalé. Maldito, marginal, anárquico, rebelde e outros termos desse tipo se sucederam por longo tempo em entrevistas e matérias jornalísticas dedicadas a ele. Tornaram-se estigmas para obras de músicos fundamentais, permitindo que elas fossem situadas apenas na superfície de um julgamento reducionista. Obras que se construíram a despeito de caminhos pré-determinados pelas convenções que definiam gostos médios. Obras, enfim, cujas forças libertárias foram limitadas ao seu teor independente, feitas na contramão da música como um produto caro – e rentável.

O nome Jards Macalé deve nos remeter à melhor tradição do compositor popular: aquele que, ao invés das sombras, sempre esteve no palco cantando. O principal desejo deste livro é que cada leitor veja Jards Macalé como um dos artistas fundamentais de nossa canção. Não se trata de propor seu resgate ou ressureição, até porque ele nunca precisou disso  para seguir carreira em contato com a audiência, assim como nunca parou de tocar ou produzir. Trata-se de ampliar uma historiografia que faz dessa obra riquíssima uma pálida presença.”

Fred Coelho

500 páginas

16x23cm

ISBN:978-65-87249-23-0 

R$83,00