Cadão Volpato

 

Este é  um livro escrito por um brasileiro em Nova York. O autor mudou-se para a cidade com a família em 2019, trazendo na bagagem a ideia de escrever sobre a passagem de Pelé pelo time do New York Cosmos, nos anos 70. Pelé foi a primeira palavra que ele disse na vida.

Mas eis que a correnteza do rio Hudson acabou levando Pelé e o Cosmos junto com a vida em Nova York e as lembranças do país deixado para trás. O resultado não foi um naufrágio, mas este Que Coisa Estranha pra Acontecer com uma Criança.

 São várias as crianças do livro: a criança de um Brasil antigo (e feliz) que aprendeu a falar a palavra Pelé; o velho para quem a passagem do tempo é tão veloz que o apanha de calças curtas; a música chamada “Criança de Domingo”, que Chico Science gravou em seu último disco, há 25 anos. Os suecos dizem que essas crianças são especiais. Ingmar Bergman foi uma criança de domingo. Chico Science, também. 

Assim, desembaraçando o poroso fio da memória, Que Coisa Estranha pra Acontecer com uma Criança conduz a lugares inesperados. De Pelé e o Cosmos para a São Paulo dos anos 90, de Nova York em diversas eras para a grande cidade de agora. Sempre seguindo a divisa do poeta W. H. Auden:“Como os velhos, lembrar, como as crianças, ser honesto”.

 

14×18

160 páginas

ISBN:978-65-87249-43-8

R$57,00