Pela primeira vez publicado no Brasil, Morton Fedman é um compositor vanguardista americano. Amigo de John Cage, trabalhou com o que ficou conhecido como música indeterminada.


Os textos deste livro foram falados e desenhados durante um seminário em Frankfurt.
Juntos – desenhos e textos – são quase uma partitura para gestos e voz. Juntos, ganham relevo e ressonância, e reverberam: entre palavra e imagem, entre risco e voz, entre som e superfície. Música-pintura, quebrada, vibrante.


A linguagem aqui é de novo musical, à procura do tom entre palavra falada, palavra escrita e palavra desenhada. Harmonia de traço e ruído. No momento em que nos aproximamos destes textos e desenhos, este livro vira música.

Peso: 150gr

Altura: 18cm

Largura: 12cm

Brochura